Giro MyNews | Brasil na boca de Trump, revés boliviano e decisão de Lewandowski

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Leia as notícias que deram o que falar na tarde desta segunda-feira (01)

  • Em discurso para apresentar novo acordo econômico entre Canadá, Estados Unidos e México, Donald Trump criticou relações comerciais com o Brasil. Durante fala, o presidente dos EUA apontou tratamento injusto de companhias norte-americanas em solo brasileiro. “Eles cobram de nós o que querem”, afirmou.

 

  • Tribunal Internacional de Haia define que Chile não é obrigado a negociar área de acesso ao mar à Bolívia 100 anos após conquistá-la. Decisão tomada por 12 votos contrários à negociação e 3 votos a favor. Julgamento contou com a presença do presidente boliviano Evo Morales.

 

  • O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou cumprimento da decisão que autoriza Lula a conceder entrevista à jornalista Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo. Decisão inicial foi suspensa pelo ministro Luiz Fux, vice-presidente do tribunal.

 

  • Christine Lagarde, diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), informa que dívida global atingiu US$ 182 trilhões, batendo um novo recorde. Número é quase 60% maior que o registrado em 2017.

 

  • Trios de arbitragem são rebaixados pela CBF após atuações polêmicas na 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Árbitros e auxiliares dos confrontos entre Palmeiras x Cruzeiro, Internacional x Vitória e Santos x Atlético-PR passarão por período de “reavaliação” na Série B.

LEIATAMBÉM