Giro MyNews | Extinção Ministério do Trabalho, discussão de Trump e encontro entre Ciro e Marina

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Fique por dentro das notícias mais relevantes da tarde desta quarta-feira (07)

  • O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) confirmou na tarde desta quarta-feira (7) que o Ministério do Trabalho será extinto e suas atividades incorporadas a outro ministério, mas sem informar em qual deles. A pasta, criada há 88 anos, é responsável por elaborar políticas e diretrizes para a geração de emprego e renda, além da modernização das relações de trabalho e realizar a fiscalização dos postos de trabalho.

 

  • Os candidato derrotados no primeiro turno da eleição presidencial, Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede Sustentabilidade), se reuniram nesta tarde para discutir como será a oposição a Bolsonaro. A foto do encontro foi publicada por Marina em suas redes sociais com a seguinte legenda: ‘Trocamos ideias sobre o desafio de uma oposição democrática’. Gomes afirma que procurou a ex-ministra para tratar da ‘defesa da institucionalidade democrática’.

 

  • No primeiro pronunciamento após as eleições legislativas, o presidente americano, Donald Trump, discutiu com o jornalista Jim Acosta, da CNN, após ser questionado sobre a caravana de imigrantes que se aproxima dos Estados Unidos. Além de chamar Acosta de “rude” e “pessoa terrível”, o chefe de Estado americano esbravejou: ‘Deixe que eu administre o país e você administra a CNN. Chega’, disse presidente após pergunta. Trump ainda disse considerar a chegada dos refugiados da América Central uma invasão.

 

  • A pedido da reitoria da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a Polícia Federal foi acionada para apurar ameaças a docentes e alunos da instituição por intolerância política. Uma carta, colocada inicialmente por baixo da porta do Diretório Acadêmico de História e colada em alguns pontos, tem citações nominais e diz que ‘doutrinadores esquerdistas serão banidos em 2019’. Os professores citados no texto abordam nas aulas questões de gênero, políticas de drogas, desigualdades, violência e conflitos sociais.

 

  • Cinco vereadores do município de Iacanga, interior de São Paulo, são alvo de ação de improbidade administrativa por uso de dinheiro público num estabelecimento chamado “Bomboa”, de ‘forte apelo erótico’. Segundo a promotoria, quatro dos acusados são casados e lançaram os gastos na boate na Nota Fiscal paulista.

LEIATAMBÉM