Moro retira sigilo de trecho da delação de Antonio Palocci que cita Lula

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Ex-ministro detalha suposto pagamento de R$ 12,9 milhões em propina pela Odebrecht

Nesta segunda-feira (01), o juiz federal Sergio Moro retirou o sigilo de trechos do acordo de delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci. O depoimento faz parte das investigações no âmbito da Operação Lava Jato.

No processo, a Polícia Federal apura suposto pagamento de R$ 12,9 milhões em propina pela Odebrecht. Além de Palocci, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também é réu na ação. O ex-ministro também menciona suposto loteamento de cargos na Petrobras em troca de financiamento de campanha.

Em um dos anexos, o ex-ministro comenta sobre uma reunião que teria acontecido no Planalto para selar repasse de R$ 40 milhões para a campanha de reeleição da ex-presidente Dilma Rousseff.

Palocci está preso desde 2016. Ele foi condenado a 12 anos e 2 meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Confira o termo de delação completo.

LEIATAMBÉM