Mercado começa junho otimista, mas de olho na guerra comercial

No #MorningCall desta segunda-feira (03), Vanessa Gonçalves conversa com Jojo Wachsmann, sócio-fundador da Vitreo. A sensação boa de terminar o último mês positivamente, quebrando a “maldição de maio”, mostra uma pequena recuperação da economia brasileira. Mais do que isso, mostra que as manifestações pró e contra o governo incentivaram Bolsonaro e seus ministros a se aproximarem do Congresso para colocar as reformas no trilho, numa expectativa positiva de que elas sairão logo e o mais próximo possível do cenário ideal. Porém se no aspecto local as coisas parecem caminhar bem, no cenário exterior o clima é tenso com os sinais claros de desaquecimento da economia global em meio à guerra comercial EUA x China e agora com a promessa de Trump de aumentar as tarifas do México caso não haja controle da entrada de imigrantes no país. Para Wachsmann, não dá para espera um mês de calmaria, pois qualquer movimento em falso do governo brasileiro pode mudar tudo.