“Feminista, você já enfiou um crucifixo na vagina hoje?”

No evento da CPAC (Conservative Political Action Conference), evento conservador americano realizado pela primeira vez no Brasil, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, declarou que ali não havia mulheres que introduzissem crucifixos em suas vaginas. Qual o objetivo desta declaração? Por que o feminismo incomoda tanto a ministra e pessoas com ela alinhadas? Faz sentido reduzir o feminismo a um ato como esse?