Relação EUA-China esfria. E o Brasil nessa?

O Ibovespa teve hoje o sexto dia de pregão de alta, chegando próximo a máxima histórica. Afinal, o índice fechou no patamar dos 105 mil pontos, alta de 0,89%. Entretanto, o dólar foi para os R$4,15, influenciado por dados negativos da economia americana. O que deu o tom negativo nos mercados no exterior foi a notícia sobre a China. O país pode retaliar os Estados Unidos caso aprove leis que apoiem os manifestantes em Hong Kong. Qualicorp e Eletrobrás foram as maiores altas. Vale e CSN despencaram.