Ruídos e demissão de Levy não devem abalar semana positiva para o mercado

No #MorningCall desta segunda-feira (17), Mara Luquet conversa com Jojo Wachsmann, sócio-fundador da Vitreo. Para Wachsmann, espaçando um pouco essa visão, a semana é positiva com o andamento da reforma da Previdência, com possibilidade de entrar em votação. A médio prazo, o cenário é positivo. Mas, desde sexta-feira o clima vem esquentando. O ministro Paulo Guedes veio a público criticar o relatório da reforma por ter deixado de fora pontos importantes na visão dele, como a capitalização a implantação do projeto para estados e municípios. O mercado gostou da economia de R$ 800 bilhões. Inevitavelmente, o assunto do dia é a demissão de Joaquim Levy do comando do BNDES por questões ideológicas do presidente Bolsonaro. No plano exterior, a diminuição do crescimento das economias, redução de juros pelos bancos centrais, mostrando o início de um ciclo de recessão mundial. Apesar dos ruídos, a semana começa com a perspectiva positiva. A reforma da Previdência é o primeiro nó a ser desatado para que os investidores voltem a apostar no Brasil.