Dodge ficaria na PGR, só depende de Bolsonaro

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, disse que ficaria na PGR caso o presidente Jair Bolsonaro a indicasse para a disputa. “Continuo a serviço da minha instituição e do meu país”, disse em entrevista à correspondente Luciana Gurgel durante o Brazil Forum UK 2019 em Londres. Dodge também comentou a decisão do STF que permite que as assembleias legislativas possam revogar prisões ou medidas cautelares impostas a deputados estaduais.

LEIATAMBÉM