ISOLADO NA CRISE DO COVID -19, BOLSONARO SE AGARRA AOS EVANGÉLICOS

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Politicamente isolado nessa crise do coronavírus o presidente Jair Bolsonaro já prometeu fazer jejum. Além disso, tentou abrir por decreto os templos e também se aproximou de várias lideranças católicas e evangélicas. O presidente enfrenta um questionamento crescente em relação à sua conduta na contenção da pandemia. Ele tem tido embates constantes com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Neste vídeo, uma análise da importância do evangélicos usados como escudo pelo presidente.

LEIATAMBÉM