NOVAS PERSPECTIVAS

Empresas de previdência privada precisaram se reinventar nos últimos anos

Fundos de previdência privada precisaram atualizar tecnologias e discutir questões relacionadas à sustentabilidade e ao compromisso social
por 
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Os fundos de previdência privada gerem atualmente mais de R$ 1,2 trilhão e pagam benefícios para mais de 900 mil pessoas. Esse mercado gigante também precisou se reinventar neste momento de pandemia e com as mudanças ocorridas no país nas últimas décadas. Se a expectativa de vida do brasileiro está maior, também aumenta a necessidade de planejar melhor a aposentadoria, numa perspectiva de ter a melhor qualidade de vida.

Essas e outras questões serão tema do 42º Congresso Brasileiro de Previdência Privada – maior evento do mundo sobre o assunto, que acontece entre os dias 19 e 22 de outubro.

Este ano, o evento será online, com o tema Atitude à prova de futuro #liderprotagonista. A expectativa da Associação Brasileira de Previdência Privada (Abrapp), organizadora do congresso, é que mais de 5 mil pessoas participem das mais de 60 palestras com cerca de 100 conferencistas.

“A gente vai estar provocando reflexões, pensando um modelo de previdência. O Brasil fez recentemente uma reforma no regime previdenciário, mas ainda precisa discutir uma revisão estrutural, discutir a capitalização do sistema previdenciário”, defende o presidente da Abrapp, Luís Eduardo Martins, em entrevista ao Almoço do MyNews.

Luís Eduardo Martins - presidente da Abrapp
O presidente da Abrapp, Luís Eduardo Martins, falou um pouco sobre o Congresso Brasileiro de Previdência Privada, que começa no próximo dia 19 de outubro/Imagem: Reprodução/Canal MyNews

Para Martins, a previdência é “coisa de jovem”. “Quanto antes começar a poupar, criar mecanismos, políticas públicas que incentivem as pessoas a pouparem, melhor. Questões como longevidade, economia e investimento em tecnologia são importantes para um novo modelo de negócios, num mercado que está se reinventando”, continua Luís Eduardo Martins.

O 42º Congresso de Previdência Privada tem foco não apenas nas pessoas que atuam no mercado, mas também para quem já tem um seguro. Os assuntos também abordarão temas como sustentabilidade e compromisso social.

Uma das novidades deste ano é a participação de jovens do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE) no evento, numa aproximação com a juventude do mundo digital. Informações sobre as conferências, inscrições e acesso ao evento podem ser obtidas no site do congresso.

Assista ao Jornal do MyNews, de segunda a sexta, a partir do meio-dia, no Canal MyNews, com apresentação de Myrian Clark

Relacionadas
CONJUNTURA
Diversos fatores influenciam o aumento dos preços dos combustíveis, em especial a política de paridade com o mercado internacional e a variação cambial
Alta nos preços
Nas refinarias, litro da gasolina terá alta de 7,04%, enquanto diesel sobe 9,15%
DEMISSÃO COLETIVA
Após governo liderar uma manobra para ampliar teto de gastos, secretários pediram demissão. Ministério da Economia diz que saídas ocorrem por motivos pessoais
ABRAPP
Questões como poupança futura, plano de previdência e qualidade de vida na terceira idade deveriam ser prioridade. Economizar para o futuro deveria ser assunto da juventude
JUDICIALIZAÇÃO
O sindicato pede liminar urgente para que a negociação da Reman seja paralisada imediatamente, a fim de evitar prejuízo aos cofres públicos
ABRAPP
Entre os assuntos de destaque do 42º Congresso Brasileiro de Previdência Privada estão questões relacionadas a investimentos sustentáveis, novos modelos de negócio e planos familiares
Inscreva-se na newsletter

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.