Alta nos preços

Petrobras anuncia novo reajuste nos preços do diesel e da gasolina

Nas refinarias, litro da gasolina terá alta de 7,04%, enquanto diesel sobe 9,15%
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (25) que subirá, mais uma vez, o preço dos combustíveis nas refinarias. O aumento será da ordem de 7% e do diesel de 9,15%. Com isso, o preço de média de venda do litro de gasolina na distribuidora passará de R$ 2,98 para R$ 3,19, ou seja, um reajuste médio de R$ 0,21. É o segundo aumento só em outubro, quando a gasolina subiu 7,2%, no dia 8.

Em nota oficial, a estatal afirmou que o reajuste entrará em vigor já nesta terça-feira (26). De acordo com a companhia, a correção nos preços é importante para assegurar que “o mercado siga sendo suprido em bases econômicas e sem riscos de desabastecimento”. Como justificativa, a empresa assegura que e o fenômeno é “parte da elevação nos patamares internacionais de preços de petróleo, impactados pela oferta limitada frente ao crescimento da demanda mundial, e da taxa de câmbio”.

Gráfico "Preço dos combustíveis nas refinarias".
Gráfico “Preço dos combustíveis nas refinarias”. Foto: Reprodução (MyNews).

Para as distribuidoras, o valor a ser pago diretamente às refinarias será de R$ 3,19 (alta de R$ 0,21 por litro) na gasolina e R$ 3,34 (reajuste de R$ 0,28 por litro) no diesel.

Já para o consumidor, o valor praticado, no caso da gasolina, é acrescido por 27% de etanol anidro e 73% de gasolina mais impostos. Para o diesel, soma-se ao valor final a mistura de 12% de biodiesel e 88% de diesel – nos dois casos, há ainda a margem de lucro imposta pelas distribuidoras.

A alta já havia sido antecipada extraoficialmente pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). No domingo (24), durante um evento em Brasília, o chefe do Executivo informou que “infelizmente, pelos números do preço do petróleo lá fora e do dólar aqui dentro, nos próximos dias, a partir de amanhã, infelizmente teremos reajuste do combustível”.

Relacionadas
Conteúdo Patrocinado
Entidades do sistema de previdência complementar fechada questionam relatório do TCU e apontam inconsistências na análise.
APOSENTADORIA
A reforma da previdência também afetou a vida dos servidores públicos, que passam a ter novas regras e nova forma de cálculo do tempo e da remuneração para se aposentar e precisam pensar em como complementar a renda para este momento da maturidade
OPINIÃO
A partir do open banking, cultura de dados deve extinguir uso de boleto e cartão. A tendência pode parecer extremista em 2021, mas é coerente quando pensamos na revolução da tecnologia noutros mercados
DESIGUALDADE SOCIAL
Pesquisa divulgada pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Universidade Presbiteriana Mackenzie analisou o efeito da inflação no poder de compra do salário mínimo entre 2011 e 2021
SELIC
Esse foi o maior aumento da taxa básica de juros desde 2017. A previsão do Copom é que na próxima reunião, a Selic também seja reajustada em 1,5%
Inscreva-se na newsletter

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.