Pandemia

500 mil vidas perdidas para a covid-19 no Brasil e protestos pelo país

Além do Distrito Federal, pelo menos mais 16 capitais brasileiras presenciaram as manifestações populares.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Sepultamentos no Cemitério Nossa Senhora Aparecida em Manaus, causados pela Pandemia do Covid-19 Foto: Alex Pazuello/Semcom

O Brasil atingiu neste sábado (19), a lamentável marca de 500 mil mortes causadas pela covid-19. A primeira morte registrada no país aconteceu no dia 12 de março de 2020, mas foi notificada oficialmente no dia 17 de março. Desde então, os números alarmantes não param de crescer. Confira abaixo:

  • Até 100 mil mortes foram 149 dias;
  • de 100 a 200 mil foram 152 dias;
  • de 200 a 300 mil foram 76 dias;
  • de 300 a 400 mil foram 36 dias;
  • e de 400 para 500 mil foram 51 dias.

Desde que a primeira vida foi perdida para a doença no Brasil, a média de mortes por dia é de 1.077, ou seja, em media 45 pessoas por hora. Nem o trânsito mata tanto no país. De acordo com o Observatório Nacional de Segurança Viária, 83 pessoas morreram por dia em acidentes de trânsito no país em 2019.

A falta de vacina é um dos principais motivos para o desastre na contenção da doença no país. Por isso, hoje, no mesmo dia em que o Brasil atingiu esta marca, milhares de pessoas saíram as ruas para manifestar a revolta contra o presidente Jair Bolsonaro e a falta de gestão durante a pandemia, além de exigir agilidade na aplicação das vacinas.

Diversas cidades registraram protestos durante o dia. Além do Distrito Federal, pelo menos mais 16 capitais brasileiras presenciaram as manifestações populares. Nenhum caso de violência foi registrado durante os atos, que seguiram pacificamente.

Relacionadas
QUINTA CHAMADA
Apesar de a média móvel de mortes por Covid-19 ter reduzido, o Brasil ainda registra mais de mil óbitos diários em decorrência do novo coronavírus
FAZENDO HISTÓRIA
Ginasta Rebeca Andrade levou a prata no individual geral. Já a judoca Mayra Aguiar ficou com o bronze
HISTÓRIA DO AUDIOVISUAL
Cinemateca Brasileira está fechada há mais de um ano e acervo está sem manutenção. Ainda não é possível dizer o que foi perdido no incêndio
OPERAÇÃO POLICIAL
Homem apontado por viúva de capitão Adriano Nóbrega como mandante do assassinato da vereadora Marielle Franco será transferido para o Rio de Janeiro
SAÚDE
Ginasta abriu mão da competição para preservar saúde mental. Ela também está classificada para as finais de todos os aparelhos
FRIO
Entidades se organizam para receber doações de roupas e cobertores. Veja onde deixar a sua contribuição
Inscreva-se na newsletter

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.