DANÇA DAS CADEIRAS

Guedes confirma mudanças no Ministério da Economia

Criação de nova pasta, a partir da Economia, deve fazer parte de Reforma Ministerial de Bolsonaro
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a pasta vai passar por uma “reorganização interna”. Sem dar detalhes, Guedes apenas que as mudanças envolvem a área de emprego e renda.

A expectativa é de que uma secretaria do Ministério da Economia seja promovida para o status de Ministério. A perspectiva é de que o Ministério do Trabalho seja recriado ou que o governo crie o Ministério do Emprego e da Previdência Social. O fato é que a nova pasta deve sair da Economia e será ocupada por Onyx Lorezoni (DEM/RS).

Atualmente, Onyx ocupa a Secretaria-Geral da Presidência. A pasta passaria a ser ocupada pelo ministro Eduardo Ramos, da Casa Civil. Já o Ministério da Casa Civil seria chefiada pelo senador Ciro Nogueira (PP/PI).

Principal mudança ocorre na Casa Civil, a qual deve ser empregada para o desenvolvimento de uma articulação com o Senado - 2.
Principal mudança ocorre na Casa Civil, a qual deve ser empregada para o desenvolvimento de uma articulação com o Senado. Foto: Reprodução (MyNews – WikiCommons).

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (21) que a mudança deve ocorrer na segunda que vem, dia 26.

“Estamos trabalhando, inclusive, uma pequena mudança ministerial, que deve ocorrer na segunda-feira, para ser mais preciso, e para a gente continuar aqui administrando o Brasil”, disse Bolsonaro em entrevista à rádio Jovem Pan Itapetininga.

O objetivo do governo é melhorar a articulação com o Senado, onde a CPI tem gerado um enorme desgaste.

Durante a campanha de 2018, Bolsonaro disse que teria no máximo 15 ministérios. Atualmente, são 22 e a discussão da reforma ministerial inclui a abertura de uma nova pasta.

Relacionadas
Investigação apura acusação feita por Moro de que Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal
VOTO IMPRESSO
Possível presença do delegado-geral da PF, que não se concretizou, gerou receio de politização da corporação no debate sobre voto impresso
LIVE DO PRESIDENTE
Em uma transmissão de um pouco mais de duas horas, o presidente resgatou vídeos da internet que comprovariam fraudes nas eleições de 2014 e 2018, atacou o TSE, a imprensa e elogiou seus ministros
SISTEMA ELEITORAL
Em entrevista ao Café do MyNews, Diogo Rais avalia que a pressa pela mudança no sistema de votação pode levar a um colapso
Fake News
Nas redes sociais, STF divulgou campanha rebatendo posicionamento federal de que teria tirado a competência do governo no combate à pandemia
QUARTA CHAMADA
Além de investigar contratos irregulares, CPI da Pandemia vai convocar novamente pessoas que mentiram em depoimento
Inscreva-se na newsletter

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.