EM QUEDA

Bovespa cai mais de 4% e Petrobras despenca 20%

Ações da estatal sofreram forte queda após Bolsonaro indicar troca no comando da companhia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Bolsa de Valores de São Paulo encerrou em forte queda após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) indicar o general Joaquim Silva e Luna para a presidência da Petrobras.

A Bovespa caiu 4,87%, a 112.667 pontos. Na mínima do dia, o índice chegou a 111.650 pontos. Na sexta-feira (19), a bolsa brasileira estava no patamar dos 118 mil pontos.

As ações da estatal caíram mais de 20%. As ações ordinárias (PETR3) registraram queda de 21,69% e as preferenciais (PETR4) de 20,15%.

Após troca na presidência da Petrobras, mercado brasileiro abre com forte queda.
Após troca na presidência da Petrobras, mercado brasileiro abre com forte queda. Foto: Pixabay (Reprodução).

Na noite de sexta-fira (19), Bolsonaro anunciou que havia indicado o general Joaquim Silva e Luna, atual diretor da Itaipu Binacional, para a presidência da Petrobras. A alteração administrativa na petroleira impactou negativamente as ações da empresa no mercado internacional.

Além da Petrobras, o Banco do Brasil teve grande perda no dia, com queda de 11% no valor das ações. Os papéis da Petrobras tiveram tombo semelhante em Nova York, com queda de 20,25%.

Relacionadas
Ministro da Economia
Ministro defendeu limites para o endividamento público e falou sobre sua permanência no cargo
DESIGUALDADE
Avanço da pandemia, desemprego, inflação sobre alimentos e afrouxamento de políticas de proteção social agravam cenário
REAJUSTE
No ano, é a quinta alta da gasolina e a sexta do diesel. Elevações fizeram Bolsonaro trocar comando da estatal
home office?
Em janeiro, desvalorização de imóveis comerciais se estabilizou. Tendência é que empresas comecem a retomar atividades presenciais em escritórios mais adaptados ao home office
CRISE DA PANDEMIA
Paulo Gala avalia condução econômica do governo e alerta para um início de 2021 problemático ao Brasil
CARGO À DISPOSIÇÃO
André Brandão já tinha sido alvo de desgastes com Bolsonaro. Oficialmente, BB nega saída do executivo.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.