Muralista

Eduardo Kobra: De pichador a artista internacional

Detido na adolescência por pichação, artista revela que foi convidado para pintar o World Trade Center, em NY
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Eduardo Kobra é um artista urbano conhecido mundialmente. Atualmente, ele tem obras espalhadas por 37 países e detém o recorde de maior mural no Guinesse Book.

No Almoço do MyNews, Kobra falou de sua história desde o início, na periferia de São Paulo. Ele lembra que a arte era uma realidade distante para ele, mas que tudo aconteceu de forma natural e espontânea.

“Eu tinha 12 anos e fazia parte de um grupo de pichadores que eram muito mais velhos, eu era o mascote. Saímos pela cidade toda e cheguei a ser detido três vezes por conta disso. Obviamente que meus pais ficavam muito preocupados com esta questão, foi um momento complicado. Já aos 19 anos, eu fui morar sozinho, chegou momento que meus pais não entendiam. Imagina a minha mãe, uma dona de casa, o meu pai tapeceiro e eu ali, o primeiro de todas as gerações a ter alguma identidade no mundo das artes. Minha mãe já teve que me buscar na delegacia uma vez coisas desse tipo”, recorda Kobra.

Quando o assunto são os projetos que estão por vir, Kobra conta que antes da pandemia estava com mais de 40 convites para pintar obras em diferentes partes do mundo. Um dos projetos é pintar a segunda torre do World Trade Center que está sendo construída em Nova Iorque.

“Eu estou tendo a oportunidade de estar em lugares muito carentes, por exemplo na África, já fui pro Malawi, pintei um hospital lá à convite da Madonna, um hospital pediátrico que ela criou, mas também tenho oportunidade de estar em lugares como a Times Square. Isso para mim é muito importante, eu como artista que vem dessa origem, não há diferença, tudo acaba agregando um valor muito relevante para mim, então não tem diferença em estar no mais simples dos lugares. Eu quero justamente poder retribuir. Na época, foi justamente pela minha história nas ruas, pelo povo brasileiro que eu consegui essa perspectiva no mundo e eu tenho orgulho disso”, diz Kobra.

Inscreva-se na newsletter
Relacionadas
MUNDO
No MyNews Traduz, o crescimento chinês foi o assunto e mostrou os motivos do avanço do país asiático
PANDEMIA
América do Sul passou Europa em mortes diárias, puxada por piora da pandemia no Brasil
Clube do Livro do MyNews
Obra de Bernardo Carvalho é o livro do mês do Clube do Livro do MyNews. Nesse ano, está na lista da Fuvest
Ciência
Pesquisa da USP indica que pacientes com mais massa muscular tendem a permanecer menos tempo no hospital
VIOLÊNCIA NOS EUA
Outras 6 pessoas ficaram feridas no ataque. Uma série de tiroteios foi registrada no último mês
Diplomacia
Fabiana Alves destaca que o clima é pauta das relações internacionais e de acordos comerciais

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.