colunista Mara Luquet
CEO e fundadora do MyNews

Esta é uma história real, a história de Arthur, o grafista

Este é o maior dano que os políticos estão causando à economia do País: tirar a perspectiva de jovens brasileiros
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Este texto foi publicado originalmente em maio de 2016. Contudo, diante de sua atualidade, voltamos a publicá-lo.

O mundo é dividido entre grafistas e fundamentalistas. Trata-se, é claro, de uma licença poética. O mundo, infelizmente ou felizmente, é bem mais complexo.

Resumidamente, os fundamentalistas fazem suas previsões baseados em dados macroeconômicos, em balanços de empresas, enquanto que os grafistas, como já era de se supor, têm os gráficos de índices – como do dólar, do ibovespa, dos preços de commodities etc – como seus oráculos.

Arthur é grafista, aprendeu os mistérios dessa ciência/arte com o pai, que, em 1999, época do fim da âncora cambial, fez uma operação muito bem sucedida com o dólar. Ganhou um bom dinheiro que o ajudou a comprar o sítio dos seus sonhos.

Já Arthur aproveitou muito bem a chance que teve com a disparada do dólar. Realizou um ganho de 40%, apostando as economias amealhadas em 10 anos de trabalho.

Arthur é jovem e talentoso. Aos vinte anos, formado em economia e em direito, já ganhava um bom salário. Hoje, aos trinta, cursa o doutorado e lambe sua primeira cria recém-nascida, uma linda menininha.

Arthur está empregado, estuda de graça numa renomada instituição pública, conhece alguns caminhos do mercado financeiro, mas quer deixar o País. Por quê?

Mesmo sendo grafista – e, por isso, tende a não dar tanta importância à macroeconomia – não aguenta mais a política e os políticos. Quando pensa no futuro do Brasil, não consegue enxergar soluções a curto ou médio prazos.

Diante do espetáculo proporcionado pelos 511 deputados durante a votação na Câmara pela admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma, eu, que sempre incentivei jovens como Arthur a ficar e participar da retomada do País (#XÔCRISE) fiquei ainda com menos argumentos.

Este é o maior dano que os políticos estão causando à economia do País: tirar a perspectiva de jovens brasileiros. A economia se move pela esperança e ela está nas malas desses moços e moças prestes a embarcar para entregar o talento e a energia a outras paragens. Aí está o maior prejuízo.

Por isso precisamos urgentemente de uma reforma política. 

Inscreva-se na newsletter
Relacionadas
caso ghosn
Executivo foi preso por sonegação. Ghosn fugiu da prisão domiciliar no Japão e vive no Líbano desde dezembro de 2019
3 ANOS
O que era um sonho se tornou realidade e completou, nesta semana, três anos com carinha de 30, como diz a nossa campanha de aniversário
CONFIANÇA
Em quem confiar e por que confiar? Já parou para pensar sobre isto?
Coluna – Mara Luquet
Movimento pró-impeachment de Jair Bolsonaro ocorre em um espectro social difuso, sem poder efetivo de influência econômica ou política
Coluna – Mara Luquet
O que está acontecendo em Manaus pode se espalhar para o todo o país
Coluna – Mara Luquet
Chegamos a 2021 procurando desesperadamente um novo modelo econômico

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.