RIO DE JANEIRO

Operação no Jacarezinho é “barbárie”, diz representante da OAB

Segundo secretário geral da OAB/RJ, operação foi "um total desastre"
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Polícia Civil do Rio de Janeiro informou que subiu para 28 o número de mortos na ação policial desta quinta-feira (6) no Jacarezinho, Zona Norte da capital. Entre os mortos estão um policial e 27 pessoas que, segundo a polícia, seriam suspeitos.

O Secretário Geral e Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB/RJ, Alvaro Quintão, classificou a operação como um total desastre e disse que ela não se justificava.

“Um total desastre. É mais uma operação sem nenhum tipo de planejamento, feita sem nenhum critério de inteligência e as várias contradições que estão sendo apresentadas em 24 horas já são suficientes para mostrar que não se justificava essa operação. A operação foi tão desastrada e sem planejamento que deixaram os transportes coletivos, o metrô por exemplo, continuasse passando, tanto que duas pessoas foram feridas dentro do metrô. O que comprova que foi um total desastre”, declarou

A Defensoria Pública, a Anistia Internacional, o Supremo Tribunal Federal e até a ONU pediram uma investigação sobre o caso. Álvaro contou que as pessoas da Comissão de Direitos Humanos que estiveram na comunidade se chocaram com a violência.

“As pessoas que estiveram lá relatam que nunca viram nada parecido. Nós já assistimos outros episódios no Rio com muita barbárie, mas as pessoas que estiveram lá ontem disseram que nunca presenciaram nada parecido. As casas eram invadidas, as pessoas eram assassinadas sem nenhum tipo de justificativa. Uma verdadeira barbárie”, contou.

Relacionadas
Investigação apura acusação feita por Moro de que Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal
VOTO IMPRESSO
Possível presença do delegado-geral da PF, que não se concretizou, gerou receio de politização da corporação no debate sobre voto impresso
LIVE DO PRESIDENTE
Em uma transmissão de um pouco mais de duas horas, o presidente resgatou vídeos da internet que comprovariam fraudes nas eleições de 2014 e 2018, atacou o TSE, a imprensa e elogiou seus ministros
SISTEMA ELEITORAL
Em entrevista ao Café do MyNews, Diogo Rais avalia que a pressa pela mudança no sistema de votação pode levar a um colapso
Fake News
Nas redes sociais, STF divulgou campanha rebatendo posicionamento federal de que teria tirado a competência do governo no combate à pandemia
QUARTA CHAMADA
Além de investigar contratos irregulares, CPI da Pandemia vai convocar novamente pessoas que mentiram em depoimento
Inscreva-se na newsletter

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.