DICAS

Como se comunicar melhor em videoconferências?

Especialista em comunicação e audiovisual, a fonoaudióloga Leny Kyrillos dá dicas de como melhorar a comunicação no dia a dia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

No último réveillon, o WhatsApp bateu recorde de ligações feitas no aplicativo em um único dia: foram cerca de 1,4 bilhão em todo o mundo — 50% a mais do que em 2019. Já o Google Meet, uma das principais ferramentas para videoconferência, fez tamanho sucesso que até inaugurou possibilidades de clicar em um botão para solicitar a palavra e de embaçar o cenário antes de a reunião começar. Frente à alta das videochamadas e a tantas novidades, uma das perguntas que fica é: como se comunicar melhor?

Videoconferências: como se comunicar melhor em reuniões?
Como se comunicar melhor em videoconferências? Fonte: Chris Montgomery / Unsplash

Mesmo que permitam que as interações se deem diretamente do conforto de casa, as videoconferências alteram significativamente a forma de se comunicar e demandam que as pessoas, principalmente aquelas que têm reuniões corporativas frequentes, se reorganizem para isso. Essa demanda ocorre porque as videochamadas limitam as possibilidades de expressão pelos gestos, tornam mais difícil o timing para intervir na fala de alguém e fazem com que outros fatores se tornem alvo de preocupação (como a conexão de internet).

Como se comunicar melhor em videoconferências?

Apesar das dificuldades, é um equívoco pensar que a comunicação nas videochamadas não pode ser melhor trabalhada. Em entrevista ao Almoço do MyNews, a fonoaudióloga Leny Kyrillos, ressaltou que o conjunto de respostas e reações que cada um obtém depende da percepção gerada no receptor.

“Quando nós nos comunicamos, nós emitimos sinais. As pessoas leem esses sinais e reagem a nós”, explicou. Com isso, trabalhar bem a forma de se comunicar pode ser, ao mesmo tempo, refinar a maneira com que a mensagem chega ao ouvinte e obter melhores respostas. Antes de saber como fazer isso, só é importante ter ciência do que condiciona a forma como as pessoas se comunicam. 

O que determina a forma como as pessoas se comunicam?

Para a fonoaudióloga, existem três grandes dimensões que determinam a forma como as pessoas se comunicam:

  • Dimensão física, que tem a ver com estrutura corporal;
  • Dimensão psicoemocional, que diz respeito a características de personalidade;
  • Dimensão sociocultural, que tem a ver comunidade ao entorno.

“Quando a gente lida numa condição profissional, que exige determinada postura, nós podemos claramente melhorar os sinais emitidos. Isso acontece porque nossa comunicação foi aprendida no decorrer da vida. E todo comportamento aprendido é passível de mudança”, ressaltou.

Quais são as dicas para melhorar a comunicação em videochamadas?

Segundo Leny Kyrillos, as principais dicas para se comunicar melhor em interações por videoconferências são:

  • deixar claro aos ouvintes o que se espera deles antes começar a falar — se é uma discussão sobre o tema ou uma reunião meramente informativa, por exemplo;
  • não utilizar palavras complicadas que dificultam a compreensão;
  • privilegiar frases mais curtas;
  • adotar pausas na fala — principalmente para dar espaço para perguntas e outros tipos de interação;
  • usar um tom de voz um pouco mais alto que o habitual;
  • articular as palavras de forma mais clara, para facilitar o entendimento do outro.

As dicas acima são de melhorias na forma de falar. Já do ponto de vista não-verbal, as dicas da fonoaudióloga são:

  • cuidar do cenário ao fundo, principalmente levando em consideração o público com quem a videoconferência será feita;
  • optar por roupas confortáveis;
  • manter a base do corpo firme, com o peso dividido igualmente;
  • transmitir gestos naturais com a mão para auxiliar na mensagem passada;
  • manter o rosto exposto com clareza;
  • tentar manter o olhar direcionado à câmera enquanto está falando.

Inscreva-se na newsletter
Relacionadas
Direitos Humanos
Organização faz parte de grupo 61 entidades que enviaram carta à OCDE apontando políticas “incompatíveis” do Brasil
Faixa de Gaza
Região é palco de intensos embates, que já ocasionaram dezenas de mortes e deixaram centenas de feridos
Chacina do Jacarezinho
Palco de um conflito social estruturado desde os tempos da escravidão, a favela do Jacarezinho vive hoje, talvez, seu pior momento
Pandemia
Durante Audiência Pública no Senado, líderes estaduais pedem celeridade na aquisição de vacinas contra o coronavírus
8 mortes confirmadas
Mais de 20 pessoas ficaram feridas e foram hospitalizadas. Suspeito de 19 anos foi detido pela polícia e uma arma foi apreendida
Diplomacia
Paulo Roberto de Almeida comenta os telegramas diplomáticos enviados pelo ex-chanceler para garantir a chegada de cloroquina ao Brasil

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.