Crise sanitária

Depoimento de Pazuello na CPI da Covid será adiado

Ex-ministro da Saúde se encontrou com coronéis infectados pelo coronavírus e deve entrar em quarentena
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), afirmou durante a abertura da sessão desta terça-feira (4) que o depoimento do ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, marcado para quarta-feira (5), será adiado.

Ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, teria se encontrado com coronéis infectados com a covid.
Ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, teria se encontrado com coronéis infectados com a covid. Foto: Reprodução (Palácio do Planalto).

“O ministro Pazuello, vai chegar um comunicado aqui, eu fui comunicado hoje de manhã. O ministro Pazuello teve contato com dois coronéis auxiliares dele esse final de semana que estão com covid. Segundo a informação que eu tenho, ele vai entrar em quarentena e não virar depor amanhã. Essa é a informação, não é oficial, é extraoficial”, informou Aziz.

O presidente da Comissão transmitiu o parecer antes do início do depoimento de Mandetta – pelo cronograma público, Nelson Teich também falaria no final da tarde, ainda nesta terça. De acordo com Aziz, no entanto, se confirmado o adiamento de Pazuello, a declaração de Teich deve passar para a quarta-feira.

“Eu acho que se amanhã [quarta], caso não venha o ex-ministro Pazuello, eu estou pedindo para que, pedi para o meu gabinete entrar em contato com o ministro Teich para que fizéssemos com ele amanhã e hoje só ouviríamos o ministro Mandetta”, complementou o senador Aziz.

Inscreva-se na newsletter
Relacionadas
Literatura
Mitologia presente nas mais diversas culturas, o roubo do fogo é elemento central na nova obra de Mussa, publicado em 17 países
Direitos Humanos
Organização faz parte de grupo 61 entidades que enviaram carta à OCDE apontando políticas “incompatíveis” do Brasil
Faixa de Gaza
Região é palco de intensos embates, que já ocasionaram dezenas de mortes e deixaram centenas de feridos
Chacina do Jacarezinho
Palco de um conflito social estruturado desde os tempos da escravidão, a favela do Jacarezinho vive hoje, talvez, seu pior momento
Pandemia
Durante Audiência Pública no Senado, líderes estaduais pedem celeridade na aquisição de vacinas contra o coronavírus
8 mortes confirmadas
Mais de 20 pessoas ficaram feridas e foram hospitalizadas. Suspeito de 19 anos foi detido pela polícia e uma arma foi apreendida

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.