CPI DA PANDEMIA

Renan Calheiros pede prisão de Wajngarten

Relator do colegiado e o senador Fabiano Contarato defendem detenção do ex-secretário da Secom
por 
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O relator da CPI da pandemia, senador Renan Calheiros (MDB-AL), defendeu nesta quarta-feira (12) a prisão do ex-secretário especial de Comunicação Social Fabio Wajngarten diante das contradições no depoimento do ex-membro do governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

A detenção de Wajngarten também foi defendida pelo senador Fabiano Contarato (Rede-ES).

Como as CPIs têm poderes de investigação e os convidados têm o compromisso de dizer a verdade, uma prisão em flagrante é possível.

O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), contudo, negou o pedido de prisão.

O senador Renan Calheiros na CPI da Pandemia. Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado.
O senador Renan Calheiros na CPI da Pandemia. Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado.
Inscreva-se na newsletter
Relacionadas
Eleições 2022
Em evento no Pará na última sexta-feira, Bolsonaro exibiu camiseta com menção à disputa em 2022
CPI DA PANDEMIA
Relator divulgou lista com 14 nomes; inclui Wizard, Wajngarten, Capitã Cloroquina
Entrevista
Ex-senador afirma ter sido vítima de uma “verdadeira aberração jurídica”
2022
Renato Pereira, contratado por Freixo, fez delação premiada que baseou denúncia contra prefeito do Rio
Privatização
Em corrida contra o tempo, Arthur Lira marcou para segunda (21) votação da MP, que vence na terça
PRIVATIZAÇÃO
Projeto que permite privatização da Eletrobras volta para Câmara. MP perde validade na terça se não for aprovada

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.