colunista Hermínio Bernardo
Jornalista
LITERATURA EM FATOS

Precisamos falar sobre saúde mental

A questão da saúde mental não é exclusivo de pessoas famosas ou atletas de elite. Está em mim, em você e nas pessoas ao nosso redor
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A ginasta americana Simone Biles levantou o debate sobre saúde mental nas Olimpíadas de Tóquio. Ela é uma das maiores atletas do mundo, talvez até o maior nome do esporte mundial na atualidade ao lado de Lewis Hamilton e Naomi Osaka.

Na fase classificatória em Tóquio, a ginasta deu um salto considerado ruim. Muitos até desconfiaram que ela teria sofrido alguma lesão, mas não. A própria atleta anunciou que desistiu das duas finais para preservar a própria saúde mental.

Simone Biles recebe apoio da equipe americana de ginástica após desistir da final por equipes. Foto: redes sociais.

Simone Biles desistiu da final por equipes – em que as americanas ficaram com a prata e foi vencida pela Rússia – e da final individual geral, que teve a prata para a brasileira Rebeca Andrade. Apesar das falhas técnicas cometidas na classificatória, ela conseguiu vaga nas finais de todos os aparelhos.

Em uma postagem nas redes sociais, Simone Biles escreveu:

“Eu realmente sinto que às vezes tenho o peso do mundo sobre meus ombros. Eu sei que eu ignoro e faço parecer que a pressão não me afeta, mas às vezes é difícil”.

Ela revelou que, por causa da pressão e do esgotamento mental, sofre lapsos em que o corpo e a mente perdem a sintonia. Simone escreveu sobre isso nas redes sociais e chamou esses lapsos de “twisties”. Com isso, Simone perde o controle do movimento e a confiança, o que pode ser perigoso em um esporte em que se pratica acrobacias como a ginástica.

A equipe de ginástica dos Estados Unidos apoiou a atleta.

“Após avaliação médica adicional, Simone Biles retirou-se da competição individual geral final. Apoiamos de todo o coração a decisão de Simone e aplaudimos sua bravura em priorizar seu bem-estar. Sua coragem mostra, mais uma vez, por que ela é um modelo para tantos”, diz a nota divulgadas nas redes sociais.

Simone é uma atleta campeã e que precisa lidar constantemente com a pressão do esporte. Na primeira disputa olímpica, ela conquistou quatro ouros e um bronze em 2016 no Rio de Janeiro.

Outra estrela do esporte mundial é a tenista japonesa Naomi Osaka. Ela foi eliminada nas oitavas de final em Tóquio, resultado surpreendente já que era a favorita. A tenista já falou em várias oportunidades que enfrenta problemas emocionais e que acaba se sentindo vulnerável com a grande pressão.

A tenista Naomi Osaka é uma das maiores atletas da atualidade. Foto: Simon Bruty/USTA

Em comum, Naomi Osaka e Simone Biles são jovens (a japonesa tem 23 anos e a americana 24) e são atletas em que a expectativa é de perfeição em todas as competições. O maior nadador de todos os tempos, Michael Phelps, relatou sofrer depressão, ansiedade e até pensamentos suicidas durante a carreira por causa da pressão.

A questão de saúde mental não é exclusivo de pessoas famosas ou atletas de elite. Está em mim, em você e nas pessoas ao nosso redor. Um tema importantíssimo e a receita é falar sobre isso. Seja com amigos e familiares ou, se preciso for, com ajuda profissional.

Um exemplo disso está na literatura e trago como sugestão “A velocidade da luz”. A obra de Javier Cercas traz a história de um escritor espanhol e de um americano veterano da guerra do Vietnã. O militar ainda sofre psicologicamente com os traumas da guerra e o escritor usa as cartas do amigo para reconstituir os fatos e escrever um livro.

A obra levanta justamente esse debate que é necessário. Se precisar, procure ajuda de um profissional.

“Porque aqui estamos todos loucos, loucos e sozinhos, e sem nenhuma possibilidade de avançar ou retroceder, de perder ou ganhar, como se girássemos sem parar em torno de um círculo invisível traçado no fundo de um poço vazio, onde o sol nunca chega.”


Relacionadas
LITERATURA EM FATOS
Independentemente da sua área de estudo ou da sua profissão, você com certeza teve um professor que passou pela sua vida e te marcou
LITERATURA EM FATOS
Não é brincadeira, é crime. E quem decidiu isso foi a Justiça
LITERATURA EM FATOS
O retorno de eventos e atividades econômicas está acontecendo em um momento em que apenas 40% da população está imunizada com as duas doses. Passaporte sanitário garante segurança neste momento
LITERATURA EM FATOS
Missão Inspiration4 leva tripulação civil para órbita da Terra e acirra corrida espacial
LITERATURA EM FATOS
Você com certeza se lembra daquele dia. Com quem estava, onde estava e como recebeu a notícia do ataque terrorista de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos
LITERATURA EM FATOS
Ministro da Educação terá de dar explicações após falas contra alunos com deficiência
Inscreva-se na newsletter

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.