SELIC

Copom aumenta taxa básica de juros para 7,75% ao ano

Esse foi o maior aumento da taxa básica de juros desde 2017. A previsão do Copom é que na próxima reunião, a Selic também seja reajustada em 1,5%
por 
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) decidiu nesta quarta-feira (27) aumentar a taxa básica de juros (Selic) em 1,5 ponto percentual. Dessa forma, a Selic passa de 6,25% para 7,75% ao ano – o maior aumento numa reunião do Copom desde 2002 e a maior taxa básica de juros desde setembro de 2017. A decisão tem como meta controlar a inflação no país – que alcançou os 10,25% em 12 meses – bem acima da meta de 3,75% prevista pelo Banco Central.

A justificativa do Copom é de que a decisão de mudar o cálculo do teto de gastos provocou instabilidade no mercado financeiro, elevando o risco de a inflação subir mais que o previsto. No comunicado, o comitê também diz que deverá elevar a Selic em mais 1,5 ponto percentual na próxima reunião, marcada para 8 de dezembro.

Este foi o sexto reajuste consecutivo na taxa Selic. De março a junho, o Copom elevou a Selic em 0,75 ponto percentual em cada encontro. No início de agosto, o BC aumentou a taxa básica de juros em 1 ponto percentual. Em setembro, o reajuste foi de 1,25 ponto e agora, de 1,5 ponto percentual.

Com a decisão desta quarta (27), a Selic continua num ciclo de alta, depois de passar seis anos sem ser elevada. De julho de 2015 a outubro de 2016, a taxa permaneceu em 14,25% ao ano. Depois disso, o Copom voltou a reduzir os juros básicos da economia até que a taxa chegou em 6,5% ao ano, em março de 2018. A Selic voltou a ser reduzida em agosto de 2019, até alcançar 2% ao ano em agosto de 2020 – o menor nível da série histórica iniciada em 1986.

* Com informações da Agência Brasil


Relacionadas
Conteúdo Patrocinado
Entidades do sistema de previdência complementar fechada questionam relatório do TCU e apontam inconsistências na análise.
APOSENTADORIA
A reforma da previdência também afetou a vida dos servidores públicos, que passam a ter novas regras e nova forma de cálculo do tempo e da remuneração para se aposentar e precisam pensar em como complementar a renda para este momento da maturidade
OPINIÃO
A partir do open banking, cultura de dados deve extinguir uso de boleto e cartão. A tendência pode parecer extremista em 2021, mas é coerente quando pensamos na revolução da tecnologia noutros mercados
DESIGUALDADE SOCIAL
Pesquisa divulgada pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Universidade Presbiteriana Mackenzie analisou o efeito da inflação no poder de compra do salário mínimo entre 2011 e 2021
CONJUNTURA
Diversos fatores influenciam o aumento dos preços dos combustíveis, em especial a política de paridade com o mercado internacional e a variação cambial
Inscreva-se na newsletter

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.