VACINA NO BRASIL

Anvisa aprova registro definitivo para vacina da Pfizer

Doses foram testadas no Brasil, mas não estão disponíveis no país. Coronavac e Oxford têm autorização de uso emergencial
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária concedeu o registro definitivo à vacina da Pfizer. O imunizante foi desenvolvido em parceria pela Biontech.

Esta é a primeira vacina a ter o registro definitivo aprovado no Brasil. As doses da Pfizer foram testadas no Brasil, mas as doses não estão disponíveis.

As vacinas que estão sendo aplicadas no país são a Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, e a da Universidade de Oxford, desenvolvida em parceria com a AstraZeneca. Ambas receberam autorização de uso emergencial e ainda não tem o registro definitivo.

O pedido de registro definitivo da Pfizer é o segundo que a Anvisa recebeu. No fim de janeiro, houve a solicitação das doses de Oxford/AstraZeneca, mas o registro definitivo ainda não foi aprovado.

Vacina da Pfizer
Estudos preliminares mundo afora apontam a eficácia dos planos de vacinação. Foto: Marco Verch (Flickr).

Nota da Anvisa:

“Como Diretor-Presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, informo com grande satisfação que, após um período de análise de dezessete dias, a Gerência Geral de Medicamentos, da Segunda Diretoria, concedeu o primeiro registro de vacina contra a Covid 19, para uso amplo, nas Américas.

O imunizante do Laboratório Pfizer/Biontech teve sua segurança, qualidade e eficácia, aferidas e atestadas pela equipe técnica de servidores da Anvisa que prossegue no seu trabalho de proteger a saúde do cidadão brasileiro.

Esperamos que outras vacinas estejam em breve, sendo avaliadas e aprovadas. Esse é o nosso compromisso.” Diretor-presidente Antonio Barra Torres

Relacionadas
Missiva pede ação de autoridades nacionais, ONU e Tribunal Penal Internacional contra o presidente
Fome
Líder comunitário relata aumento na procura por alimentos com fim do auxílio emergencial e disparada do desemprego
Líderes religiosos
É a primeira viagem internacional do Sumo Pontífice desde o início da pandemia de covid-19
COVID-19
Diretor-geral da OMS pediu “medidas agressivas” para conter contaminação no Brasil e alertou que situação do país afeta nações vizinhas
Francisco é o primeiro pontífice na história a pisar em solo iraquiano.
Família Real
Princesas Elena e Cristina admitiram ter furado a fila da vacinação para visitar rei emérito, gerando críticas à monarquia

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.