balão MyNews
Artigos dos membros do MyNews

O dia que a ansiedade resolveu te enviar uma carta

As exigências por produtividade e as inúmeras tarefas do cotidiano não podem fazer a gente esquecer do autocuidado. O resultado de uma rotina muito acelerada pode ser ansiedade
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Cartas? Quem escreve cartas hoje? Existe e-mail, mensagens no Whatsapp, Telegram, Twitter, Instagram, tantos meios de comunicação gratuito. Dizem por aí que enviar cartas está fora de moda, mas eu precisava muito que você dedicasse alguns instantes para ler atentamente algumas coisas que andei pensando nos últimos tempos, esta foi uma ideia que surgiu numa tarde de domingo.

Bem, vamos começar:

“Olá, como vai? Por favor não me responda com rapidez, eu sei que esta pergunta pode ser muito mais complexa do que parece. Bem, eu decidi escrever esta carta, pois precisava que você entendesse os motivos que me levaram a surgir de assalto na sua vida. Para ser muito sincera nós sempre estivemos pertinho, mas com o passar do tempo e as complexidades da vida tudo foi ficando mais difícil, e você ia se afastando de si mesmo sem ao menos se dar conta disso.

Tirar-lhe o ar foi a maneira que eu encontrei de chamar a sua atenção. Peço desculpas, e sei que você se sentiu muito mal com todos os sintomas que acompanharam a crise de ansiedade, tudo foi saindo dos trilhos e não vi outro jeito.
Olhando tudo ao redor, fica simples entender os motivos que tem levado tantas pessoas ao adoecimento mental e físico, essa é a minha opinião baseada nas minhas observâncias. Sei que isso é pouco, e o correto é basearmos nossas opiniões na ciência e apoio isso sim, tá?

Eu queria muito que você olhasse mais para si, se cuidasse. Você precisa sim ser produtivo e criar muitas coisas para trazer o teu sustento para casa, mas também precisa sair para outros lugares, conhecer pessoas novas e ficar um pouco calado no teu canto. Sabe o que te falta? Respirar! Talvez, você me diga que isso é inato, mas você não faz isso tão corretamente quando pensa. Limpe as lentes dos teus óculos para conseguir enxergar direito, e respira um pouco mais fundo e devagar, os efeitos são maravilhosos.

Eu falo tudo isso porque te conheço muito bem, afinal de contas, te acompanho a vida inteira. O barato é louco e o processo deixou de ser lento há tempos, mas tira um tempo para você, use a tua criatividade para isso, mesmo que se acalmar seja cuidar das plantas por 20 minutos; isso não é bobo, te juro! Confie em mim.

A minha ideia não é te fazer mal, mas tentar chamar a sua atenção para a necessidade de autocuidado, de carinho e amor com você mesma, vou te dar um exemplo bem prático: Quando você come, muitas vezes nem presta atenção nisso, pois precisa raspar logo o prato, pois as tarefas estão te aguardando, as cobranças não vão parar, sei disso muito bem, mas quando você conseguir fortalecer as suas bases vai poder enfrentar melhor os desafios. Não te prometo que será fácil, pois para chegar nesse fortalecimento que citei você vai precisar assumir um compromisso terapêutico muito honesto e, por vezes, dolorido.

A chance de que eu suma definitivamente da sua vida não é das mais altas, mas a probabilidade de podermos conviver de maneira saudável é real. Dá para fazer, dá para criar uma comunidade que cuida de si e tenta cuidar dos outros, afinal, somos seres sociáveis e interdependentes. Fale sobre os teus sentimentos, aprenda a se acolher, sei que você queria receitas, mas eu não tenho isso para te oferecer. Ninguém nunca vai ter, e se alguém te oferecer, por favor, desconfie.”


Quem é Adriana Santana?

Adriana Santana é jornalista e pós-graduanda em influência digital

* As opiniões das colunas são de responsabilidade do autor e não refletem necessariamente a visão do Canal MyNews


Já que você está aqui… Um recadinho rápido: o apoio ao jornalismo é fundamental para a democracia. O programa de membros do MyNews é essencial para que continuemos reportando fatos, promovendo debates e fiscalizando o poder. Ao apoiar o Canal, você tem acesso a programas exclusivos, descontos em livros, uma newsletter extra, análises, reportagens e entrevistas especiais. Além de poder escrever para o “Você Colunista”.

Relacionadas
OPINIÃO
Em 4 anos no poder, Bolsonaro viveu uma eternidade. O presidente sobreviveu em uma época que se compreendia muita coisa ou se tolerava muita coisa, deu risada, e agora corre para encontrar o seu partido. Fez sua politica e agora busca um espaço para enfrentar seus grandes vilões
OPINIÃO
Após a queda de Omar Hassan al-Bashir, foi criado o Conselho Soberano do Sudão, com a proposta de formar um governo temporário. O golpe do último 25 de outubro interrompeu um delicado processo de transição democrática
OPINIÃO
Os seguidos reajustes dos combustíveis no Brasil têm relação com a política de preços adotada pela Petrobras. Bolsonaro tem culpa sobre esta questão?
OPINIÃO
Forte tensão política e humanitária se instala na Europa desde que o presidente bielorrusso Alexander Lukashenko, em resposta às sanções aplicadas pelos vizinhos, decidiu utilizar um tipo diferente de munição: a migração em massa
OPINIÃO
Como dizem por aí, o mundo não gira, ele capota, e a história sempre teima em se repetir. É impressionante como o cenário no Chile caminha igual ao do Brasil pós manifestações de 2013
OPINIÃO
Atualmente a palavra que define o clima político no Brasil é polarização. Especialistas reclamam que o debate dividido entre dois polos é prejudicial às grandes questões que o país tem de enfrentar
Inscreva-se na newsletter

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e Política de Cookies. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.